[Discussão] Quando/Como conheceu o Linux/Fedora?

Acredito que como outros aqui, meu primeiro contato com computadores foi com o sistema operacional Windows. O primeiro Windows que usei foi o 95. Usei muito pouco e ainda não tinha computador em casa. Quando comprei o primeiro pc foi com windows 98 Second Edition, com um Amd k6-2 500 (tenho até hoje). Pra mim o Windows 98 e Xp são os dois melhores sistemas das janelas que mais gostei até hoje.

Quando lançaram o Windows Vista (acredito que 2007 por ai), meu pc era fraquinho para ele, (já era outro pc kkk) e comecei a brincar com o Opensuse, minha primeira distribuição. Sofria bastante porque não tinha gostado do Ubuntu, que tinha mais tutoriais, mas eu achava ele feio, e queria porque queria usar Opensuse. Informação naquele tempo só em fórum português/Portugal (para o Opensuse) e aquele One click install dava um trabalho kkk.

Usei o Opensuse até pelo ao menos 2009 quando me desinteressei um pouco de computadores. Dai em diante mesclava tanto uso de Windows/Linux que nem sei dizer qual usava mais. Só em 2016 voltei a usar somente o Linux como sistema principal. Nunca estudei a fundo o sistema Linux e os comandos (shell).

Como não tinha jeito para gostar do Ubuntu, cai nas graças do Linux Mint, mas sempre estava testando várias distros para achar a minha. Usava vários hd's e em cada um deles tinha pelo ao menos duas distros (quem nunca fez né?).

Em 2018 o ano foi quase todo do Manjaro quando então lançaram o Fedora 29 e vim conhecer enfim a minha distro preferida, acabando de vez com a minha doença de formatar pc todo dia. Tá até próximo de completar um ano utilizando somente o Fedora e quando olho para trás da um alívio kkk. O fedora não me dá problemas para o hardware que eu tenho. É até monótono...mas ta bom assim kkk.

Acredito que em março desse ano conheci a comunidade Fedora.

Se vcs puderem colocar aqui também a história de vcs, seria muito massa conhecer.

Comentários

  • No meu caso, foi lá em 2014, eu estava ainda em um sistema windows, onde eu usava mais pra assistir youtube e só, mas ai eu vi alguns videos do Diolinux, e eu fiquei maravilhada com o fato que o Linux seria uma coisa que daria pra usar todos os dias, mas assim, eu era muito hesitante em colocar como principal, ai eu colocava sempre como VM, Até que neste ano, finalmente cheguei a conhecer o Linux Mint, e instalei ele como um todo, ai não sai mais. Uma das minhas principais coisas que amo sobre o Linux, é o fato da comunidade ser uma das melhores e maiores do Mundo todo.
    O que me deixou muito, mas muito feliz em saber que existem pessoas que usam Linux e que amam o sistema tanto quanto eu.
    No Fedora cheguei neste ano, o Cristiano é uma das pessoas que realmente me deixaram mais aptas a usar, e sempre quis usar, mesmo que fosse em um computador super ruim, mas mesmo assim, o Fedora sempre me deixou com vontade de saber mais coisas.

  • Legal renata. Valeu! A comunidade aqui do Fedora é bacana mesmo.

  • Digite seu comentário> @lucas_pereira disse:

    Legal renata. Valeu! A comunidade aqui do Fedora é bacana mesmo.

    uma das melhores!!!!

  • editado agosto 4

    Primeira distribuição linux que eu usei, foi o Gentoo Linux em 2002, depois em 2003 eu usei o Kurumin Linux 2004 até 2008, depois usei um pouco do windows 7 2009 até 2010, voltei usar linux Ubuntu em 2010 até 2018, conheci nosso amigoCristiano Furtado que me despertou a curiosidade de usar o fedora versão 28. :)

  • @KnDLinux Bela história. Começou com Gentoo. Porra! Depois que li isso desconsiderei o resto kkk. Brincadeira. Cristiano é o cara mesmo. Tb me interessei no Fedora por conta dele. To esperando a história dele aqui para deixar público pra comunidade B) .

  • Eu conheci o fedora quando eu era garoto propaganda do outro sistema. Como eu ouvia falar muito do linux em 1995, resolvi testa-lo. ODEIE pois era muito feio, ícones gigantes, não funcionava games, modem era um parto para funcionar. Teste de cara a distro Caldera. Para quem não conhece, veja a imagem abaixo:

    Depois conheci o nosso lindo Conectiva, criado por brasileiros. Era um grande projeto, que logo depois foi comprado pela mandrake e virou mandriva.

    Conectiva

    Mandrake

    Mandriva

    Foi ai que entrei em um curso ministrado por hoje um grande amigo, robert pereira. Onde ele ensinava a usar o Red Hat. Lá conheci a linha da red hat e me apaixonei.

    Alguns anos depois foi informado em rede que a red hat estava preparando uma distro com base no sistema deles que seria livre. Foi ai que conheci o fedora core 1.

    Fedora Core 1

    E atualmente estou utilizando o Fedora 31 (Rawhide) e estou aqui com vocês, com o maior orgulho.

  • conheci o Fedora no 7º fórum internacional de software Livre ( FISL 7 ) na época usar o Mandriva e migrei para o Fedora Core 5 depois sai do fedora fui para o ubuntu depois o debian e acabei voltando para o Fedora .
    Até hoje o melhor wallpaper pra mim é do Fedora Core 6

    Obs: caso tenha interesse e ver os wallpaper de cada versão
    https://fedoraproject.org/wiki/Wallpapers

  • Faz pouco mais de um ano que uso Fedora.
    O Fedora foi o que melhor teve estabilidade e facilidade de uso ... no notebook que uso p/ trabalho. Ai fiz a migração e venho usando como sistema principal ao lado do Arch.

  • editado agosto 8

    Em 2001 estava estudando no Cotemig,Belo Horizonte-MG.Usamos muito o Windows 98 e Linux nos estudos.Depois dos estudos,voltei pra minha cidade Conselheiro Lafaiete-MG,usando o Linux Conectiva"quando lançou",ao tempo,suporte parou, usei o windows 98,Mi,XP e o 7. Começei a seguir alguns canais do youtube,atravez do canal Diolinux e canais linux,voltei ao mundo linux e conheci,usei o Ubuntu unity,Mint e outras distros.Aprendendo muito com os videos e testes,assisti um video sobre o Fedora 24,26... e resolvi instalar o Fedora 27 no meu computador,até hoje usando a distro.

  • conheci pelo canal do Greyson "AcreLinux" e se tivesse mais divulgação, mais vídeos, blogs, "mindshare" dos próprios usuários (e menos boatos do que realmente é este projeto) tenho certeza que mais pessoas conheceriam e talvez passariam a usar/contribuir com o projeto...

  • @FedoraBR Pronto! História completa pra todos e com direito a fotos ainda. Bem legal! Valeu Cristiano. Vc é a liga (o reagente) aqui do grupo. Vc e o @Renato Araujo , @chacal @Betânia . Alías Boas histórias tb @Danniel @chacal @Fabricio @Renato Araujo. Concordo plenamente com vc @Renato Araujo . To até produzindo um tutorial passo a passo de instalação do Fedora tipo aqueles bem antigos que tinhamos antes do youtube existir kkk. Pretendo postar aqui no fórum em breve.

  • To gostando tanto do Fedora que pela primeira vez estou estudando mesmo o Linux. To no curso do Gabriel. To lendo a documentação do Fedora. Foi ai que tive a ideia de escrever algo. Inclusive Renato já li e re-li a documentação pequena do silverblue. Já instalei e fiquei em dúvida em algumas coisas e outras não funcionaram. To testando!

  • O meu primeiro contacto com Linux foi em 2000 ou 2001 com o Mandrake (na altura sei que eliminei as partições do windows 98) numa potente máquina com um processador Pentium II a 350MHz, 4GB de disco e 64mb de RAM! Topo de gama mesmo!!

    Por volta de 2006 ou 2007 comprei o famoso livro "Linux Bible 2007" totalmente em inglês e lá vinha com o Fedora. A juntar a isto, comprava tambem por essa alura revistas dedicadas ao Linux onde em uma delas (PC Masters - acho eu que era o nome e se nao estou em erro era revista brasileira) veio em DVD o Fedora Cora 7 (encontrei esse DVD há 15 dias na casa do meu irmão - Posso tirar foto e postar no telegram e/ou forum). Rápidamente testei e gostei do que vi, mas infelizmente não conseguia usar a mesma (usei um familiar, o OpenSuSE).

    O tempo foi passando, testei algumas distros, mas o Fedora foi aquela que despelotava um misto de sensações. Neste momento tenho um Macbook Pro com Manjaro mas quero retirar e dar uma oportunidade para o Fedora para brilhar.

  • @Miguel_Rosa belíssima história. Venha pro Fedora B) .

  • editado agosto 13

    Que bacana os relatos, aliás este Screenshot do Conectiva é meu da primeira e última versão live do Snapshot com GNOME ( Está lá no vivaolinux), vou cobrar royalities :D :D :D :D :D .
    Meu relacionamento com o Fedora foi a princípio bem conturbado, pois foi justamente na época do fim do Conectiva, tive que achar um distro para substituir, e experimentei o Fedora Core em 2003, pensa no ódio a princípio pois alguns pacotes e arquivos bugavam pois referenciavam o RedHat, principalmente os de configuração, eu até convivi um pouco com o Rawhide que dava menos problema por causa das atualizações constantes.

    Um certo dia me enfezei e abandonei as distros RPM de 2004 até 2010 quando resolvi dar uma nova chance as distros RPM, utilizei o Mageia (não gosto do urpmi), ALT Linux que era/é mais parecido com o CL pois utiliza apt-rpm e ao Fedora e desde então mantenho dual aqui do 30 e do Rawhide, to pensando em namorar o Silverblue mais ainda não me senti tentado pelo flatpak e os-tree.

  • Realmente o Cristiano é um dinossauro... HAhahhahaha

    Minha história com o linux começou em 2009 na faculdade quando um amigo me emprestou o cd do Ubuntu 8.10, testei em casa mas não instalei por que o PC era do meu pai e velho não gosta de mudança.. ahahah

    Esse mesmo amigo que me apresentou ao ubuntu, me apresentou também ao Fedora, e desde que comprei meu notebook no final de 2010 sempre usei o ubuntu em dualboot com a janela. Conheci o Fedora em sua versão 16, me apaixonei pelo sistema e utilizei a até a versão 21.

    Depois do Fedora 21 eu mantive por uns dois anos somente a janela como OS do meu notebook, foi então em voltei a usar dualboot com o Ubuntu 16.04, gosto muito do Ubuntu, mas o Fedora é minha paixão, voltei a usá-lo na versão 25 e não troco mais.
    Além do Fedora testei (por alguns meses) outras distros também como Debian, Sabayon, OpenSUSE (minha segunda paixão), Linux Mint, Arch e Manjaro e á pouco mais de um ano decidi deixar somente o linux na minha máquina e hoje uso o Fedora e o openSUSE Leap em dualboot.

    Só não uso linux no meu trabalho (ainda) por que meu chefe não autorizou trocar o sistema da janela pelo do pinguin no notebook que uso, mas ainda trocarei a janela pelo Fedora!

  • Conheci o Fedora pesquisando na internet por estar de saco cheio de outras. Gosto do Fedora porque o FEDORA FUNCIONA, simples! Mas fui incentivado por um professor/amigo engenheiro de redes.

  • Conheci mais a fundo o fedora nas lives do Comunidade Fedora Brasil. Antes eu usava as .deb e hoje eu estou usando o Fedora Silverblue 30 e está uma beleza. Não troco o fedora por nem uma outra distro. O fedora é uma distro muito show e isso me fez parar com minha crise de distro. Longa vida ao fedora e a Comunidade Fedora Brasil e todos os membros desta comunidade.

Entre ou Registre-se para fazer um comentário.