[TUTORIAL] Fedora Silverblue em dual boot

editado fevereiro 17 em SilverBlue

Boot no Fedora Silverblue

O Fedora Silverblue precisa de uma partição de boot exclusiva, pois ele grava imagens do ostree nela. Se não fizermos uma partição exclusiva para o Silverblue, o sistema não será instalado.

Procedimentos no Windows

Verificando o tipo de boot do Windows

Precisamos saber se a nossa instalação do Windows é UEFI ou BIOS/Legacy. Para verificar, use o comando msinfo32 - na caixa de executar do Windows (teclas Windows+r).

Pelas imagens acima, podemos ver que o sistema está instalado com UEFI. Então vamos fazer a instalação do Fedora Silverblue em UEFI, para que o dual boot funcione.

Polêmica: se sua máquina tem suporte a UEFI, desative o Legacy e esqueça que ele existe. Use tabela de partições GPT para ter quantas partições primárias forem necessárias. Fim da polêmica

Liberando espaço em disco

A instalação do Windows usada no tutorial ocupa todo o disco, então é necessário liberar espaço para o Silverblue.
Abra a ferramenta de gerenciamento de discos do Windows:

Algumas observações:

  • A partição de recuperação do Windows não deve ser alterada.
  • A partição EFI do Windows é muito pequena para Windows e Fedora Silverblue, não use a mesma para os dois sistemas.
  • Vamos diminuir o tamanho da partição NTFS do Windows - a popular C:

Pelo espaço disponível em minha máquina virtual, 60000MB está bom para a instalação do Silverblue (adapte isso à sua realidade).

Agora já podemos iniciar a máquina com o instalador do Fedora Silverblue.

Procedimentos no instalador do Silverblue

Precisamos iniciar a máquina com o instalador do Fedora Silverblue.
Observações:

Eu estou usando o virt-manager e escolho o DVD na tela abaixo:

Iniciando o instalador

Teste a mídia antes de iniciar o instalador (segunda opção no menu do GRUB do instalador).

Escolha o idioma

Complete os itens do instalador antes de ir para o particionamento do disco

Particionando o disco

Selecione o disco e marque a opção Personalizado - não faça o particionamento automático.

Importante: Não mexa nas partições do Windows. Faça tudo separado para o Silverblue e tudo correrá bem.

Criando as partições necessárias

Clique no botão + para adicionar as partições. Serão as seguintes:

  • /boot/efi com 512MB
  • /boot com 1GB
  • swap com 2GB (opcional, faça como quiser)
  • / com 27GB
  • /home com o restante do disco
    Atenção: Estou usando uma máquina virtual com um disco virtual pequeno. Adapte o tutorial à sua necessidade, sempre.

/boot/efi

/boot

swap - opcional, eu prefiro fazer em arquivo depois da instalação

/

/home

Vejam o esquema de partições depois de pronto:

Instalando o sistema

Aceite as mudanças no disco


O primeiro boot com o Silverblue

No primeiro boot, o Fedora Silverblue iniciará sem mostrar o menu do GRUB e não terá a opção de iniciar pelo Windows. Isso vai acontecer depois da primeira atualização do sistema, em que ele reconfigura o bootloader e detecta os outros sistemas.

Primeiro boot do Silverblue sem o dual boot

Configurações iniciais do GNOME






Atualizando o Silverblue

Você pode atualizar o sistema pelo terminal ou pela GNOME Software. Eu vou pelo terminal por ser muito mais rápido.
rpm-ostree upgrade

Boot após a atualização, com o bootloader mostrando o Windows

Considerações

O método acima não serve apenas para dual boot com Windows, mas com qualquer outro sistema

Mantenha o Silverblue controlando o bootloader, os outros sistemas não detectam o Silverblue em seus GRUBs.

Se tiverem dúvidas, comentem ou perguntem no nosso grupo do Telegram.

Até a próxima, pessoal.

Entre ou Registre-se para fazer um comentário.